A ordenação, realizada em 14 de setembro, selou o Jubileu dos Seminários arquidiocesano, que teve início em 15 de setembro de 2017 e foi concluído na mesma data, neste ano.

O período voltado para a dimensão vocacional foi considerado um tempo de graça, proclamado pelo próprio arcebispo e aceito pelo Papa Francisco por meio da Penitenciaria Apostólica, no qual a Arquidiocese intensificou as orações pelas vocações sacerdotais, auxiliando os jovens a compreenderem e responderem o chamado de Deus.

Naquele dia, Dom Washington lembrou aos ordinandos que a mensagem da cruz lhes é confiada para que possam oferecer esperança ao mundo. Em seguida, o prelado solicitou humildade aos novos sacerdotes. “Não sejam anunciadores de si mesmos, mas Dele. Não ofereçam ao mundo sua própria sabedoria, mas, por seu ministério presbiteral, atuem como instrumentos da sabedoria, do amor e dos méritos redentores de Jesus crucificado”, disse. “Sejamos sempre humildes, como o foi Cristo na Cruz”, completou.

Ainda conforme o arcebispo, o ministério sacerdotal dos novos padres “será santo e fecundo, na medida em que, proclamando a cruz de Cristo, se esforcem por viver sempre com generosidade o amor gratuito de quem se ofereceu a si mesmo por nós no alta da cruz”.

Missa no Seminário Santa Cruz

No dia seguinte, 15 de setembro, encerramento do Ano Jubilar e Memória de Nossa Senhora das Dores, Dom Washington Cruz presidiu missa no Seminário Santa Cruz.

Em suas palavras, o pastor da Arquidiocese de Goiânia, ao citar o Papa Francisco, convidou os sacerdotes a seguirem o exemplo da Virgem Maria, que é nossa Mãe que tanto nos ama. “Quando o sacerdote esquece sua Mãe, algo lhes falta”, ressaltou.

Ainda na celebração, Dom Washington compartilhou um aprendizado os padres sobre a homilia: “uma homilia deve ter o início cativante e um fim substancioso, e depois faça de tal maneira que o início e o fim estejam o mais próximo possível um do outro”, explicou.

Vale ressaltar que, durante o Jubileu dos Seminários, foi concedida pela Santa Sé a Bênção Papal juntamente com a Indulgência Plenária, nas seguintes condições habituais: concessão sacramental, comunhão eucarística e oração segundo as intenções do Santo Padre.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here